Smart

 

É claro que não se deve esperar dele o conforto e a potência de um verdadeiro Mercedes-Benz. Além do motorista e um passageiro, sobra espaço para apenas 150 litros de bagagem. A velocidade máxima é de 135 quilômetros por hora. Porém, ainda assim, eles são visto em abundância, quer seja nas pequenas ruelas de Roma, nas sofisticadas avenidas de Paris, nas chiques e tradicionais ruas de Londres ou nas modernas auto-estradas da Alemanha. Eles são identificados pelo visual único, compacto e estilo jovem. Os pequenos e simpáticos automóveis SMART são práticos, principalmente na hora de estacionar, e modernos com seu visual colorido. Ir ao centro, estacionar tranquilamente e voltar para casa sem se estressar – com o SMART, você vai conhecer uma nova forma de dirigir pela cidade com muito conforto, agilidade, segurança e respeito pelo ambiente.
A história
O automóvel SMART foi criado e desenvolvido por Nicolas Hayek (empresário que inventou os relógios de pulso Swatch) com a ajuda de sua equipe de designers. Ele queria fazer um carro pequeno que fosse econômico, responsável ambientalmente e fácil de estacionar em espaços pequenos. O projeto foi inicialmente batizado de Swatchmobile. A Swatch Company colaborou com a Daimler-Benz (depois de um empreendimento fracassado com a Volkswagen) para criar o primeiro cupê urbano. O desenvolvimento começou em 4 de março de 1994 com a fundação da empresa MCC AG (Micro Compact Car AG); da fábrica localizada na cidade francesa de Hambach em 1995, e do primeiro automóvel apresentado ao público em setembro de 1997 no Salão do Automóvel de Frankfurt . O nome SMART é a junção das letras S (de Swatch),M (de Mercedes-Benz) e da palavra ART (arte em português).
Apesar de pequeno o SMART não era frágil graças a uma espécie de célula metálica, que criava uma cabine de segurança e isolava o motorista do compartimento do motor, com grande eficiência na proteção contra batidas. O pequeno automóvel, com apenas 2.65 metros de comprimento, pesando 720 quilos, capacidade para duas pessoas e painéis coloridos e intercambiáveis, começou a ser vendido pelo sistema de reserva no ano seguinte através dos chamados Smart Centers, espécie de concessionárias da marca. Em 3 de outubro ocorreu o lançamento oficial do SMART CITY COUPÉ em 9 países europeus (Bélgica, Alemanha, França, Itália, Luxemburgo, Áustria, Suíça, Espanha e Holanda). Porém, Hayek ficou desapontado com o uso de um motor convencional (ele queria um carro híbrido ou um motor elétrico puro) e com o preço do carro, cerca de US$ 10 mil, que ficou mais alto do que o esperado. Quando as vendas iniciais tornaram-se lentas, a Swatch se retirou da sociedade, deixando a Daimler-Benz como proprietária exclusiva da divisão SMART.

Smart Center: Concessionária moderna


Em 2000, uma novidade mostrou porque a marca era apontada como uma das mais modernas de seu segmento: foi primeira a disponibilizar acesso a internet em seus carros. O pequeno automóvel passou, em 2002, por uma total re-estilização com o lançamento de novas cores, um tanque de combustível maior e câmbio no volante. Nos anos subseqüentes, a SMART lançou a versão conversível e o cupê conversível (2003), bem como o compacto de quatro assentos chamado “forfour”. Após a decisão de interromper a produção desses modelos, ao final de 2005, e no início de 2006, respectivamente, a SMART concentrou seus esforços exclusivamente na versão para duas pessoas. Depois de prejuízos operacionais de 4 bilhões de euros, a empresa tem sua sede transferida para Stuttgart, quartel-general da Mercedes-Benz. Em abril de 2007 foi lançada no mercado a nova geração do pequeno automóvel, rebatizada deSMART FORTWO (tem esse nome porque é para duas pessoas), apresentada nas versões coupé e conversível, com itens de série como freios ABS e controle de estabilidade EPS. A nova versão, 19 centímetros mais comprida, teve a capacidade de carga no porta-malas ampliada para 220 litros. O consumo do compacto impressiona. Pode-se percorrer mais de 18 quilômetros com apenas 1 litro de gasolina, a na versão propelida a diesel é possível fazer 28 quilômetros com apenas 1 litro do combustível. O novo modelo seguiu os passos de seu antecessor e uma vez mais estabeleceu novos padrões quando se trata dos aspectos de segurança para veículos pequenos. A célula de segurança Tridion atua como a casca rígida de uma noz para proteger os ocupantes do veículo.


Em 2008, com os preços do combustível alcançando níveis históricos e carros de baixo consumo na moda, o momento pareceu perfeito para a empresa lançar o SMART no mercado americano em uma parceria com a Penske. O grande desafio seria convencer os americanos, acostumados aos carrões, a comprar o SMART, com capacidade para duas pessoas, para desfilar pelas quilométricas auto-estradas do país. Os pequenos carros eram vendidos no mercado americano através de 74 Smart Centers espalhados pelo país. Mas o pequeno carrinho conseguiu um feito e tanto no mercado americano: 24.600 veículos foram entregues a clientes já no primeiro ano de vendas. Isto torna os Estados Unidos o terceiro maior mercado para o smart depois da Itália (33.800) e da Alemanha (32.000). E no ano seguinte foi a vez do Brasil onde o SMART FORTWO, nas versões Coupé e Cabriolet (conversível), começou a ser vendido no dia 14 de abril através de um Smart Center localizado na Avenida Europa, em região nobre da capital paulista que abriga diversos show rooms de veículos de luxo. Também neste ano o carro foi lançado oficialmente no mercado chinês.


A linha do tempo
2000
● Lançamento do Smart Cabriolet, versão conversível do automóvel.
2003
● Lançamento do Smart Roadster, versão esportiva com motor mais potente.
● Lançamento do Smart Roadster Coupé, um cupê esportivo mais baixo que o modelo original.
2004
● Lançamento do Smart Fourfour, veículo mais convencional com quatro lugares. O novo modelo foi desenvolvido em parceria com a Mitsubishi e possuía mais de 3 metros de comprimento. As vendas decepcionantes encerraram a produção deste modelo em 2006.
2007
● Apresentação do Smart EV, primeira geração do automóvel movido a motor elétrico. Em setembro do ano seguinte, a marca apresentou a segunda geração do modelo com propulsão elétrica. A partir do final de 2009 uma pequena série do novo veículo elétrico que apresentava uma inovadora bateria de lítio-íon sairá da linha de produção. Na Europa os veículos inicialmente irão para as ruas de Berlim, Paris, Roma, Milão e Pisa. Várias cidades também estão sendo consideradas nos Estados Unidos.
2008
● Lançamento do Smart CDi, a versão movida a diesel, que é o campeão mundial em termos de baixas emissões de CO2. O veículo de dois lugares de 33 kW (45 cv) consome, em média, 3,3 litros de combustível a cada 100 km (NEDC), ou cerca de 30,3 km/l, e tem uma autonomia de aproximadamente 1.000 km. Fazendo 88 g/km, o carro também possui a menor taxa de emissões de CO2 do mundo para um veículo de produção em série.


A conquista da Itália
Loucos por estilo, os italianos não se importam em pagar por artigos com visual diferenciado. Junte a isso cidades históricas em que vagas de estacionamento são muito disputadas e não fica difícil entender o sucesso do diminuto, e caro, SMART no país da pizza. Só para que se tenha uma idéia, as cinco cidades em que mais se vendem SMART em todo mundo são italianas.


Dados corporativos
● Origem: Alemanha
● Fundação: 4 de março de 1994
● Criador: Nicolas Hayek
● Sede mundial: Stuttgart, Alemanha
● Proprietário da marca: Daimler AG
● Capital aberto: Não
● Presidente: Andreas Renschler
● Faturamento: Não divulgado
● Lucro: Não divulgado
● Produção anual: 134.700 (2008)
Concessionárias: + 700
● Presença global: 40 países
● Presença no Brasil: Sim
● Principais mercados: Itália, Japão e Alemanha
● Segmento: Automotivo
● Principais produtos: Automóveis
● Ícones: O tamanho diminuto dos automóveis
● Slogan: Open Your Mind.
● Website: www.smart.com

A marca no mundo
Desde sua fundação a empresa já vendeu mais de 1 milhão de carros, estando presente em 40 países. Os automóveis são comercializados através de uma rede de concessionárias conhecidas como SMART CENTERS, que possuem designer moderno e fachadas extremamente iluminadas. Os preços dos automóveis variam entre US$ 11.590 (versão Pure), US$ 13.590 (versão Passion Coupé) e US$ 16.590 (versão Cabriolet). A fábrica do SMART, localizada em Hambach na França, é carinhosamente conhecida como “Smartville”.

Você sabia?
● O SMART obteve status de “cult”, e é o único automóvel ainda em produção a ser exibido no Museu de Arte Moderna de Nova York, o MoMA.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Agenda

    • dezembro 2016
      S T Q Q S S D
      « nov    
       1234
      567891011
      12131415161718
      19202122232425
      262728293031  
  • Pesquisar